Ligação da Estrada Regional 3 de 1ª ao Colégio Colmeia Conclusão – 1ª fase 2º semestre de 2015

0
189
Outro pormenor dos Muros vendo-se ao fundo as instalações do Colegio Colmeia

Com a criação da via rápida Ponta Delgada-Ribeira Grande (atualmente integrada nas Scuts) foi cortada a meio e abandonada uma ligação da Estrada Regional 3 de 1ª antiga Estrada Regional da Ribeira Grande e São Roque. Esta estrada, em piso térreo e sem muros de delimitação, muros de vedação dos terrenos anexos, serve de acesso à Escola Colmeia com cerca de 500 alunos, professores e funcionários, como alternativa à entrada pela Urbanização dos Prestes/Campo de Futebol.

A zona estava a ser utilizada para colocação de lixo e por pessoas e veículos ligados ao consumo de drogas e prostituição. Para alem disso a ausência de muros de delimitação dos terrenos permitia que através desses fossem invadidos os quintais das diversas residências e praticados alguns roubos.

A Junta construiu, com o apoio técnico da Direção Serviços de Estradas os muros de delimitação dos terrenos circundantes para a estrada. Foram construídos de raiz, com cerca de 300 metros de comprimento por 2 de altura e encimados por arame farpado. A construção foi deita utilizando pedra, respeitando o que era tradicional e para também embelezar a zona. Foi feito também um sumidouro estando a estrada preparada para ser pavimentada proximamente. A obra foi efetuada por trabalhadores da Junta contratados ao abrigo de programas ocupacionais (PROSA e RECUPERAR) e supervisionada pelo engenheiro Civil da Junta (programa Recuperar e acompanhada pela Direção do Serviço de Estradas da Direção Regional de Obras Publicas)

A Zona intercencionada na zona de ligação à Estrada Regional 3 de 1ª tambem denominada antiga estrada da Ribeira Grande

Pormenor dos Muros construidos de Raiz
Outro pormenor dos Muros vendo-se ao fundo as instalações do Colegio Colmeia

Nesta foto vê-se o pormenor da vedação em arame farpado colocada por cima dos muros impedindo a continuação de um hábito que tinha anos de invasão por pessoas e seus animais daqueles terrenos abandonados o que entre outros atos ilícitos permitiria a entrada pelos quintais em residências da zona que eram roubadas e vandalizadas. A junta também já construiu um sumidouro preparado para a pavimentação.

A segunda fase da obra aguarda financiamento é a pavimentação da Rua e arranjo dos respetivos passeios e lugares de estacionamento. A junta aguarda financiamento da Direção Regional de Obras Publicas para implementar esta 2ª fase da obra